BRIEF HISTORY

31 de agosto de 2017

Atualmente, a importância e amplitude de atuação do LGPSR em pouco lembra o ano de 1979, quando seu projeto foi idealizado e proposto ao departamento de Geologia. Á época, segundo o Prof. Dr. Mariano, as raras instituições de fomento e os raros recursos orçamentários impunham à UFC uma sensível timidez no que tange à concepção de projetos. Principalmente por isto, a ideia inicial de atuação do Laboratório limitou-se à Geofísica Aplicada, direcionada à pesquisa de águas subterrâneas.

Em 1989, no entanto, época em que teve completado o ciclo da formação acadêmica que lhe era exigido, pôde o LGPSR privar de condição mais favorável. isto em decorrência do avanço tecnológico experimentado pelo Brasil, que impôs seus reflexos na atividade de investigação científica, fazendo com que surgissem outras demandas e oportunidades. Daí, motivado pelo interesses de instituições financiadoras que responderam afirmativamente às propostas apresentadas nos seus projetos, pôde o Laboratório expandir de forma significativa o seu universo de atuação. Ao longo dos anos seguintes diversos projetos foram concebidos e tiveram êxito contemplando e melhorando infra-estrutura física, de equipamentos de geofísica, de informática em termos de hardware e de softwares, notamente aqueles especícos para processamento e interpretação de dados.

As áreas de Sensoriamento Remoto, integração de informações Georreferenciadas (SiG), Cartografia digital e Processamento digital de imagens foram incorporados às demais possibilidades de atuação já em experimento, estabelecendo assim as bases para a consolidação da sua natureza acadêmica por um lado, e,de outra parte, pondo em foco sua visibilidade como projeto de consistência, além dos muros da UFC.

Outro avanço de significativo relevo foi observado quando começaram a se tornar de interesse do País as ações referentes aos cuidados com a conservação, contaminação e degradação do meio ambiente. Tais preocupações ensejaram legislações específicas que ampliaram a procura por pesquisas geológicas e geofísicas. Estas, aliadas àquelas advindas da quebra do monopólio do petróleo e da criação de programas de infra-estrutura, definiram a amplitude de ação do Laboratório, que expandiu sua atuação às áreas de meio ambiente, prospecção de água subterrânea, hidrogeologia e hidrogeoquímica, contaminação de aquíferos e sol e de pesquisas geofísicas não sísmicas voltadas para o setor do petróleo e gás natural.